domingo, 16 de maio de 2010

A Idéia do Tímido Laennec: O Observador de Tórax

"Consultou-me uma jovem mulher que apresentava sintomas de doença cardíaca. A percussão e palpação seriam de pouca serventia, dada a sua obesidade. Lembrei-me então de um simples e bem conhecido fenômeno acústico: aplicando-se o ouvido a uma extremidade de uma peça de madeira ouve-se distintamente um alfinete arranhando a outra extremidade. Tive uma idéia: enrolei uma folha de papel numa espécie de cilindro, apliquei uma extremidade à região do coração e, surpreso e satisfeito, constatei que poderia assim ouvir os sons cardíacos muito melhor do que se tivesse aplicado diretamente o ouvido ao tórax.” René Théophile Hyacinthe Laennec - 1816

O instrumento descoberto por Laennec em 1816 devido à sua excessiva timidez, denominado por ele mesmo de estetoscópio (stethos, “tórax”, e skopos, “observador”) provar-se-ia revolucionário.

Robert Thom A. (1915 - 1979), pintor e historiador americano que se especializou em retratar cenas históricas.

Laennec foi o primeiro a criar um sistema diagnóstico completo para problemas do pulmão e coração. Seu livro, intitulado Traité de l’auscultation mediáte et des maladies des poumons et du coeur, é considerado o maior clássico das doenças pulmonares em toda a história da medicina.

Artigo francês publicado no ano da descoberta de Laennec "O Estetoscópio de Laennec: Uma Brincadeira de Criança" Conta-se que um dia, ao atravessar o pátio do Louvre, Laennec observou a brincadeira de dois garotos; um deles encostava o ouvido em uma das extremidades de uma viga de madeira, tentando ouvir o som produzido pelo outro garoto, que batia na extremidade oposta com um prego. Foi a partir desse incidente, lembrado por Laennec no momento em que atendia a uma jovem senhora, que surgiu a idéia de enrolar uma cartolina deixando uma extremidade mais larga que a outra; colocou então a extremidade mais estreita em seu ouvido e a mais larga, no quinto espaço intercostal esquerdo da paciente. Notou que ouviu os batimentos do coração da moça mais ampliados do que se tivesse encostado diretamente na região precordial, mais tarde, substituiu a cartolina por um cilindro de madeira. Estava descoberto o estetoscópio.


O estetoscópio original de Laennec, um tubo de madeira com 23 cm de comprimento e 4cm de diâmetro, constituído de duas partes, que se encaixavam uma na outra.

O famoso clínico francês tratou tantos pacientes tuberculosos que acabou se infectando. Exagero ou não, foi o estetoscópio que revelou aos médicos as lesões da tuberculose pulmonar que viriam a matar Laennec.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

FOUCAULT, Michel. “Naissance de La Clinique”. Paris, PUF, 1948
ALTMAN, Lawrence K. Who goes first? “The story of self-experimentation in medicine”. New York, Random House, 1985
SCLIAR, Moacyr, "A Paixão Transformada", Companhia das letras, São Paulo, 1996
BEZERRA, Armando "Admirável mundo médico: a arte na história da medicina" - Brasília, 2002
MARGOTTA, Roberto "História Ilustrada da Medicina" Editora Manole - São Paulo, 1998

Um comentário:

  1. ¡Qué bien contada está esta historia!
    ¡Excelente, Renata!
    "Beijos!"

    ResponderExcluir